Acompanhe o IESS nas redes sociais:
Notícias
Obesidade no Brasil atinge 17,9% da população e o País já é o segundo maior do mundo em realização de cirurgias bariátricas
01/07/2016

Estudos inéditos do IESS apontam a necessidade de ter atenção com os critérios para a realização de cirurgia bariátrica no Brasil e destacam que há complicações graves relacionadas ao procedimento

O total de brasileiros com Índice de Massa Corporal (IMC) superior a 30 kg/m² e, portanto, considerados obesos, subiu de 11,8%, em 2006, para 17,9%, em 2014. Os números fazem parte do estudo inédito “Evolução da obesidade no Brasil”, realizado pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), que aponta o avanço da obesidade no País. Já o estudo “Impactos da cirurgia bariátrica”, também inédito e produzido pelo IESS, destaca que a cirurgia bariátrica, uma das formas de enfrentar a doença, tem sido utilizada exageradamente, podendo pôr em risco a vida dos pacientes. 

O estudo “Impactos da cirurgia bariátrica” constata que o Brasil é o segundo País com o maior número dessas intervenções cirúrgicas realizadas por ano, apenas atrás dos Estados Unidos. No Brasil, foram realizadas 88 mil cirurgias desse tipo em 2014 e, em 2015, 93,5 mil. Crescimento de 6,25%. Já nos Estados Unidos são feitas, aproximadamente, 140 mil cirurgias bariátricas por ano. O superintendente executivo do IESS, Luiz Augusto Carneiro, destaca que o porcentual de obesos nos dois países é muito diferente. “O Brasil está muito longe de ter a mesma prevalência de obesidade encontrada nos Estados Unidos. O que indica a execução de muitas cirurgias sem necessidade real”, argumenta.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) referentes a 2014, as Ilhas Cook, na Oceania, são o país com a maior prevalência de obesos no mundo: 50,8% da população. Nos Estados Unidos, a prevalência da doença é de 33,7% e, no Brasil, de 20%. Considerando que a população dos Estados Unidos, em 2014, era de 318,9 milhões de pessoas, de acordo com dados do governo local, e a do Brasil era de 202,8 milhões, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a disparidade entre o total de cirurgias bariátricas realizadas nos dois países fica ainda mais evidente. “Os números sugerem que, no Brasil, a cirurgia bariátrica tem sido adotada como a primeira solução para o tratamento da obesidade, e não a última”, aponta Carneiro.

Um parecer dos médicos Patrícia Medina e Otávio Augusto Câmara Clark, da empresa Evidências, que efetua pesquisas de credibilidade científica em “Medicina Baseada em Evidências”, pontua que a cirurgia bariátrica passou a figurar no imaginário popular como um método de emagrecimento quase que “milagroso” e que prescinde da realização de dietas e atividade física. “Há relativo consenso indicando que o processo de desenvolvimento da obesidade em geral é complexo e multifatorial, resultando da combinação de fatores hereditários, ambientais, emocionais e estilo de vida. Sem dúvida, a maioria dos casos não decorre de doenças propriamente ditas, mas sim da combinação entre aumento da ingestão calórica e reduzida atividade física, que são os fatores ambientais mais fortes”, afirma o parecer de Medina e Clark.

A comunidade científica tem ponderado que apesar de o procedimento deter pontos positivos, como toda operação cirúrgica, há riscos envolvidos que precisam ser melhor avaliados. O mais sério deles é que 4,6% das pessoas submetidas à cirurgia bariátrica morrem em até 1 ano após a operação por decorrência de problemas relacionados a esta, conforme parecer técnico produzido pelos pesquisadores Luciana Bahia e Denizar Vianna, do Departamento de Clínica Médica do Núcleo de Avaliação de Tecnologias da Saúde da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Um trabalho feito pelas pesquisadoras Silvana Marcia Bruschi Kelles, Carla Jorge Machado e Sandhi Maria Barreto, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) acompanhou mais de 4 mil pacientes em Minas Gerais e identificou que as admissões hospitalares aumentaram consistentemente após a cirurgia, saltando de 9,74 admissões hospitalares por 1.000 pacientes-ano antes da cirurgia para 16,21 admissões hospitalares por 1.000 pacientes-ano após a cirurgia. Ou seja, a incidência de reinternações hospitalares cresce significativamente entre os pacientes que passam por cirurgia bariátrica. Logo, é muito importante que a cirurgia só seja feita pelos pacientes que realmente necessitam dessa intervenção.

O estudo do IESS identificou complicações cirúrgicas nos pacientes, como insuficiência renal, infecção no trato urinário, hemorragia, trombose etc. se manifestam em 3,5% a 5,1% das operados. A Síndrome de Dumping, ou esvaziamento gástrico, atinge 44% dos operados – há, contudo, estudos que apontam 80% de prevalência desta síndrome em alguns tipos de cirurgia. E distúrbios nutricionais também são comuns: estima-se que apenas 57% das proteínas ingeridas são absorvidas após a cirurgia; e a deficiência de vitaminas B12, D, C e K é outro problema normalmente observado em pacientes que passaram por esse procedimento.

 

Obesidade na América do Sul

Apesar de o Brasil ser o segundo País com maior número de cirurgias bariátricas, está longe de ser o país com maior porcentual de obesos, mesmo na América do Sul. De acordo com números da ONS, Chile (27,8%), Uruguai (26,7%) e Argentina (26,3%), têm uma prevalência de obesos maior que a do Brasil.

VEJA TAMBÉM
[Ver Todos]

CALENDÁRIO

dezembro / 2018
  • 12 Seminário Decisões na Saúde
outubro / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
setembro / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
agosto / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 15 Seminário Internacional - Qualidade Assistencial e Segurança do Paciente em Serviços de Saúde
julho / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
junho / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
maio / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
abril / 2018
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
março / 2018
  • 23 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 23 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
fevereiro / 2018
  • 23 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
janeiro / 2018
  • 10 Inflação (IPCA)
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
dezembro / 2017
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 22 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 07 Seminário Qualidade e Eficiência na Saúde
novembro / 2017
  • 10 Inflação (IPCA)
  • 28 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 17 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
outubro / 2017
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
  • 26 Seminário IESS/HIS
maio / 2017
  • 31 Seminário: Incorporação de Tecnologias na Saúde Suplementar
março / 2017
  • 07 PIB
fevereiro / 2017
  • 23 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
janeiro / 2017
  • 11 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
dezembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 23 Índice de Confiança do Consumidor
  • 06 Celebração de 10 anos de IESS
novembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 30 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 22 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
outubro / 2016
  • 07 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
  • 26 Seminário Internacional "Indicadores de qualidade e segurança do paciente na prestação de serviços na saúde"
setembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
  • 27 Seminário "Tecnologia na saúde Suplementar" no Hospital Innovation Show
agosto / 2016
  • 10 Inflação (IPCA)
  • 31 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 17 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 31 Seminário Internacional "Novos produtos para saúde suplementar"
julho / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
junho / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 01 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
maio / 2016
  • 06 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 19 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 06 A cadeia de saúde suplementar: avaliação de falhas de mercado e propostas de políticas
abril / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
março / 2016
  • 29 Índice de Confiança do Consumidor
  • 23 Rendimento Médio Real - PME
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
fevereiro / 2016
  • 22 Índice de Confiança do Consumidor
janeiro / 2016
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
novembro / 2015
  • 12 Cerimônia de premiação do V Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
outubro / 2015
  • 20 Seminário Internacional "OPMEs: Análise setorial e adoção de boas práticas"
setembro / 2015
  • 03 Seminário "Efeitos da regulação sobre a saúde suplementar"
maio / 2015
  • 28 Seminário Internacional "Evolução dos custos na Saúde Suplementar"
novembro / 2014
  • 27 Seminário Internacional "A Sustentabilidade da Saúde Suplementar"
outubro / 2014
  • 29 Cerimônia de entrega do IV Prêmio IESS de Produção Científica
novembro / 2013
  • 07 III Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
outubro / 2013
  • 15 III Seminário "Promoção de Saúde nas Empresas"
novembro / 2012
  • 27 Seminário Internacional “Projeções do custo do envelhecimento no Brasil”
outubro / 2012
  • 03 II Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
  • 17 5° Aniversário do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar - IESS
outubro / 2011
  • 17 Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

A saúde suplementar traduzida em dados de forma simples e prática

Infográficos didáticos explicam como funciona a saúde suplementar no país

VÍDEOS

Quem são os maiores vencedores do Prêmio IESS?

Transparência é fundamental para saúde suplementar

Sem ideia para concorrer ao Prêmio IESS?

DOCUMENTOS

Pesquisa IESS/Ibope 2019

Pesquisa realizada entre abril e maio de 2019, pelo Ibope Inteligência a pedido do IESS, com...

Nota sobre a Variação dos Custos Médico-Hospitalares (VCMH)

Entenda a diferença entre IPCA e...

Nota da análise especial do mapa assistencial da saúde suplementar - odontologia - ano: 2018

Em 2018, os beneficiários de planos de saúde exclusivamente...
RECEBA NOTÍCIAS
Cadastre-se e receba, periodicamente, os estudos e números mais atualizados sobre saúde suplementar
Enviar