Acompanhe o IESS nas redes sociais:
Notícias
Notas regionais Setembro de 2010
29/10/2010

O número de beneficiários e taxa de cobertura de planos de saúde são dados importantes para identificar o crescimento de cada região. A Nota de Acompanhamento Trimestral Regional elaborada pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), com data-base  junho de 2010 publicada em setembro de 2010, identifica a evolução e as características dos planos de saúde nos principais mercados regionais do país.

 

SÃO PAULO

Sede de 45 das 98 operadoras de grande porte do país, o mercado de saúde suplementar paulista é o maior em número de beneficiários, com 17,6 milhões, com crescimento de 2,1% no segundo trimestre contra 0,9% no primeiro. Todas as modalidades apresentaram expansão neste período. Os planos coletivos empresariais lideraram o crescimento tanto no segundo trimestre, com 3,4%, quanto nos doze meses, 11,1%%, representando 59,1% do total da carteira local. Os planos individuais tiveram baixa expansão tanto no trimestre quanto no ano, 0,6% e 2,0%, respectivamente, se comparados à média brasileira (1,1% e 4,6%). São Paulo, Baixada Santista e Campinas concentram juntas 68,2% dos usuários em planos de saúde no estado.

Segundo os dados analisados pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), ocorreu expansão de 0,7% da população ocupada dentro da região metropolitana de São Paulo, impulsionada pela geração de empregos formais em 1,3%, enquanto houve retração do emprego informal em -0,4%. Como consequência, a faixa etária em idade ativa foi a que mais cresceu no período em relação as demais idades (2,3%). Os beneficiários mais apresentaram crescimento de 2,1%. Já os idosos, tiveram  a menor expansão tanto no trimestre quanto no ano, 1,2% e 5,4%.

Os planos exclusivamente odontológicos cresceram perto da média do país, 1,7%, o que representa 5,8 milhões de beneficiários, além dos 479,7 mil de planos médicos com cobertura odontológica.

 

RIO GRANDE DO SUL

O crescimento em números de beneficiários do Rio Grande do Sul no segundo trimestre de 2010 foi de 1,2% contra 1,9% registrado no Brasil. Na região gaúcha os planos individuais cresceram 2,5% contra 1,1% dos planos coletivos, no segundo trimestre, mas no acumulado de doze meses o aumento foi de 10% contra 15%. A modalidade individual representa 14,8% das contratações no estado. Em todo o país, ela representa 21,2%, por conseqüência, o estado possui uma elevada participação em planos coletivos, que representa 78,2%.  Os planos empresariais foram os que mais cresceram no ano e no trimestre, 22,1% e 4,8% respectivamente.

A economia gaúcha cresceu acima da média do país no início do ano e, segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), o desempenho do mercado de planos de saúde está associado ao desempenho econômico do Estado. Entretanto, neste trimestre os números não foram tão bons. Houve ampliação de apenas 1,7% do emprego formal, taxa inferior à média brasileira de 2,4%. Quatro regiões metropolitanas concentram juntas cerca de 76,6% dos beneficiários do Estado - Porto Alegre, Litoral Norte, Nordeste e Sul do Estado. O crescimento nessa região é maior do que nas demais áreas do estado.

  

PERNAMBUCO

O número de beneficiários em planos de saúde no segundo trimestre cresceu 0,8% em Pernambuco, totalizando 1,2 milhões de planos. Após crescer acima da média no final de 2009, o estado apresentou desempenho inferior ao brasileiro no primero semestres de 2010.

Na análise realizada pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), a melhora do desempenho da economia local, em especial com o emprego formal, que apresentou forte elevação de 8,3%, deve ter impacto no mercado de saúde suplementar no segundo semestre de 2010. As regiões de Recife e Petrolina totalizam 85,8% dos beneficiários do Estado. Todas as faixas etárias em Pernambuco apresentaram contratação no início de 2010. Já no segundo trimestre a população de beneficiários idosos cresceu 2,5%, acima das demais faixas etárias, acumulando expansão de 9,9% em doze meses.

Os planos exclusivamente odontológicos apresentaram um aumento de 2,6%, menor do que o primeiro trimestre (que foi de 4,0%), chegando a 301 mil beneficiários.

 

PARANÁ

O Paraná apresentou melhor desempenho em número de beneficiários no segundo trimestre em relação ao primeiro trimestre. O crescimento dos usuários de planos de saúde foi de 2,4%, totalizando 2,3 milhões de beneficiários. Em apenas doze meses o aumento de beneficiários no estado cresceu 8,8%, superando o desempenho nacional (7,9%).

Existe uma grande participação dos planos individuais se comparado ao restante do país, 26,2% contra 21,2%. Essa contratação cresceu 2,7%, o que representa 1,6 ponto percentual acima da média nacional e dos planos coletivos (2,5%). Segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), Curitiba, Londrina e Maringá são as três principais regiões em concentração de segurados, com 68,1% do total. Nessas regiões, o crescimento foi de 3% na população beneficiária contra 1,9% do primeiro trimestre.

Ao contrário da tendência nacional, a faixa etária dos jovens possui participação acima da média brasileira, cerca de 25,2%. Apesar do mair crescimento dos planos individuais, o número de beneficiários idosos cresceu abaixo da média estadual no trimestre, registrando taxa de 1,6%.

O mercado de planos exclusivamente odontológicos cresceu 2,3% no período, totalizando 637,1 mil beneficiários.

 

DISTRITO FEDERAL

A região metropolitana do Distrito Federal, composta pelo Distrito Federal e mais 22 municípios pertencentes a Minas Gerais e Goiás, atingiu a marca de 736,3 mil beneficiários e apresentou um tímido crescimento de 1,1% em número de beneficiários, mas superior ao crescimento de 0,6% do trimestre anterior. Apenas no Distrito Federal houve um aumento de 0,5% no número de usuários de planos de saúde, totalizando 611,8 mil.

Segundo dados analisados pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), ao contrário do que ocorreu no Brasil, os planos individuais cresceram, tanto no primeiro trimestre quanto no segundo, registrando um aumento de 2,6% no 2º Tri/10. Acompanhando o bom desempenho do modelo individual, os planos empresariais aumentaram 2,7%, apesar da retração dos planos coletivos por adesão de 3,5%.

O mercado de planos de saúde na região está concentrado na faixa etária em idade ativa (64,2%), entretanto os idosos representaram a maior expansão no trimestre e no ano, 1,6% e 12,4%, respectivamente.

A contratação dos planos exclusivamente odontológicos apresentou perda na carteira de 0,2%, mas totaliza 453 mil beneficiários.

  

BAHIA

No segundo trimestre de 2010, o número de planos médicos na Bahia cresceu 0,4%, totalizando 1.357 mil beneficiários. Segundo análise do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), os principais indicadores da economia baiana diminuíram o ritmo de crescimento no início de 2010. A presença dos planos coletivos entre os baianos chega a 59,5% do mercado, apresentando crescimento de 1,5% no período, após crescimento de 2,2% no trimestre anterior. Mesmo com essa expansão, a faixa etária mais representativa foi a acima de 59 anos, com 1,3% nesse segundo trimestre e 6,6% em 12 meses. Já a faixa entre 19 e 59 anos cresceu 0,6%, abaixo da média nacional (2,1%).

Os planos exclusivamente odontológicos na Bahia cresceram 3,3%, acima da média nacional (1,8%), chegando a 946,8 mil beneficiários. 

VEJA TAMBÉM
[Ver Todos]

CALENDÁRIO

dezembro / 2018
  • 12 Seminário Decisões na Saúde
outubro / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
setembro / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
agosto / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 15 Seminário Internacional - Qualidade Assistencial e Segurança do Paciente em Serviços de Saúde
julho / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
junho / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
maio / 2018
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
abril / 2018
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
março / 2018
  • 23 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 23 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
fevereiro / 2018
  • 23 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
janeiro / 2018
  • 10 Inflação (IPCA)
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
dezembro / 2017
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 22 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 07 Seminário Qualidade e Eficiência na Saúde
novembro / 2017
  • 10 Inflação (IPCA)
  • 28 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 17 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
outubro / 2017
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
  • 26 Seminário IESS/HIS
maio / 2017
  • 31 Seminário: Incorporação de Tecnologias na Saúde Suplementar
março / 2017
  • 07 PIB
fevereiro / 2017
  • 23 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
janeiro / 2017
  • 11 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
dezembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 23 Índice de Confiança do Consumidor
  • 06 Celebração de 10 anos de IESS
novembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 30 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 22 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
outubro / 2016
  • 07 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
  • 26 Seminário Internacional "Indicadores de qualidade e segurança do paciente na prestação de serviços na saúde"
setembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
  • 27 Seminário "Tecnologia na saúde Suplementar" no Hospital Innovation Show
agosto / 2016
  • 10 Inflação (IPCA)
  • 31 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 17 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 31 Seminário Internacional "Novos produtos para saúde suplementar"
julho / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
junho / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 01 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
maio / 2016
  • 06 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 19 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 06 A cadeia de saúde suplementar: avaliação de falhas de mercado e propostas de políticas
abril / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
março / 2016
  • 29 Índice de Confiança do Consumidor
  • 23 Rendimento Médio Real - PME
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
fevereiro / 2016
  • 22 Índice de Confiança do Consumidor
janeiro / 2016
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
novembro / 2015
  • 12 Cerimônia de premiação do V Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
outubro / 2015
  • 20 Seminário Internacional "OPMEs: Análise setorial e adoção de boas práticas"
setembro / 2015
  • 03 Seminário "Efeitos da regulação sobre a saúde suplementar"
maio / 2015
  • 28 Seminário Internacional "Evolução dos custos na Saúde Suplementar"
novembro / 2014
  • 27 Seminário Internacional "A Sustentabilidade da Saúde Suplementar"
outubro / 2014
  • 29 Cerimônia de entrega do IV Prêmio IESS de Produção Científica
novembro / 2013
  • 07 III Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
outubro / 2013
  • 15 III Seminário "Promoção de Saúde nas Empresas"
novembro / 2012
  • 27 Seminário Internacional “Projeções do custo do envelhecimento no Brasil”
outubro / 2012
  • 03 II Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
  • 17 5° Aniversário do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar - IESS
outubro / 2011
  • 17 Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

A saúde suplementar traduzida em dados de forma simples e prática

Infográficos didáticos explicam como funciona a saúde suplementar no país

VÍDEOS

Quem são os maiores vencedores do Prêmio IESS?

Transparência é fundamental para saúde suplementar

Sem ideia para concorrer ao Prêmio IESS?

DOCUMENTOS

Pesquisa IESS/Ibope 2019

Pesquisa realizada entre abril e maio de 2019, pelo Ibope Inteligência a pedido do IESS, com...

Nota sobre a Variação dos Custos Médico-Hospitalares (VCMH)

Entenda a diferença entre IPCA e...

Nota da análise especial do mapa assistencial da saúde suplementar - odontologia - ano: 2018

Em 2018, os beneficiários de planos de saúde exclusivamente...
RECEBA NOTÍCIAS
Cadastre-se e receba, periodicamente, os estudos e números mais atualizados sobre saúde suplementar
Enviar