Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Número de idosos em planos de saúde cresce 107,6% em 20 anos

Número de idosos em planos de saúde cresce 107,6% em 20 anos

Julho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

A quantidade de beneficiários com 60 anos ou mais em planos médico-hospitalares teve grande alta no País em 20 anos. Entre março de 2002 e o mesmo mês deste ano, os vínculos mais que duplicaram (107,6%) de 3,4 milhões para 7 milhões, número recorde. As informações são do Panorama dos Idosos Beneficiários de Planos de Saúde no Brasil, desenvolvido pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).  

De acordo com o estudo, do total de beneficiários, em março de 2022, o maior volume está no grupo etário de 60 e 69 anos (52%), seguido por 70 a 79 anos (31%) e idosos com 80 anos ou mais (18%). A maior prevalência (60%) é do sexo feminino correspondente a 4,2 milhões de vínculos. Além disso, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os estados que têm mais idosos tanto na população (45% do total) quanto entre os beneficiários (63% do total). 

A análise revela que o grupo de pessoas com 80 anos ou mais foi o que mais cresceu (194%) em 20 anos. A quantidade de vínculos praticamente triplicou, saindo de 422,7 mil, em março de 2002, para 1,2 milhão em março de 2022. Na sequência, aparece a faixa entre 70 e 79 anos, que dobrou o número de beneficiários, passando de 1,1 milhão para 2,2 milhões.

Em relação ao tipo de contratação, houve grande alta em aquisições a planos coletivos, especialmente os empresariais. A modalidade quase quadruplicou com registro de alta de 280,5% - eram 761,2 mil vínculos em março de 2002 e atingiu 2,9 milhões em março deste ano. No caso dos coletivos por adesão, o número quase triplicou, saindo de 570,7 mil para 1,5 milhão.

O estudo ganhou destaque na mídia em veículos de grande abrangência como a CNN Brasil.

Para mais detalhes sobre o estudo, clique aqui

 

Este conteúdo foi útil?