Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Região Sudeste possui metade dos empregos da cadeia produtiva da saúde

Região Sudeste possui metade dos empregos da cadeia produtiva da saúde

Setembro 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

As contratações na cadeia produtiva da saúde seguem em alta no País. Nos últimos três meses encerrados em junho deste ano, houve nova alta (0,8%), atingindo a marca de 4,7 milhões de trabalhadores. Quase metade do número total (2,3 milhões) estão concentradas na região Sudeste, de acordo com o Relatório do Emprego na Cadeia Produtiva da Saúde nº 60, desenvolvido pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). 

O estudo considera os setores público, privado e empregos diretos e indiretos sendo que, do total de vínculos na cadeia, 79% (3,7 milhões) pertencem ao setor privado com carteira assinada. Na mesma comparação trimestral, o mercado de trabalho da economia teve registro de alta 1,7%.

Depois do Sudeste, o maior número de vínculos está no Nordeste (923,3 mil), seguido pelo Sul (689,3 mil), Centro-Oeste (493,9 mil) e Norte (276,4 mil).

Levando-se em conta a taxa de variação percentual, a região Norte foi a que mais cresceu no trimestre (5,5%) em novas contratações. Na sequência aparece o Sul (2%), Centro-Oeste (0,9%) e Sudeste (0,6%). Apenas a região Nordeste apresentou registro de queda (-1,1%).

Para acessar o relatório na íntegra, clique aqui.
 

Este conteúdo foi útil?