Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

SP: oportunidades de emprego na saúde representam 29% da cadeia do País

SP: oportunidades de emprego na saúde representam 29% da cadeia do País

Agosto 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Em abril de 2022, o número de trabalhadores formais inseridos na cadeia produtiva da saúde no estado de São Paulo atingiu 1,350 milhão de vínculos. O volume representa 29% das oportunidades geradas no País, que acumula 4,712 milhões. As informações são do Relatório do Emprego na Cadeia Produtiva da Saúde nº 59 do IESS, edição especial de São Paulo, com dados dos setores público e privado. 

O montante paulista teve registro de alta (0,7%) entre janeiro e abril, taxa levemente menor que o índice da cadeia brasileira (0,9%). Na mesma comparação, no entanto, o mercado de trabalho geral cresceu um pouco mais (1,3%) e o setor público teve queda de 1,2%.

Do total de oportunidades geradas no maior estado do País, 1,174 milhão, que representa 87%, eram vínculos oriundos do setor privado com carteira assinada. No Brasil, essa proporção de empregos formais é de 79%, o que demonstra peso maior do emprego público no setor de saúde em outros estados.

De acordo com o estudo, levando-se em conta o grau de instrução, a maior parte das admissões da cadeia no estado é de pessoas que possuem ensino médio completo – saldo de 1.524 empregos. Os demais níveis de instrução apresentaram saldo de contratação inferior a 40 vagas ou até mesmo saldo negativo, caso das oportunidades com superior completo (-185).

Para acessar o relatório na íntegra, clique aqui.
 

Este conteúdo foi útil?