Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Planos odontológicos batem recorde de beneficiários

Outubro 2021
Salvar aos favoritos Compartilhar

Em agosto de 2021, o número de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos atingiu a marca de 28,3 milhões – o melhor resultado desde o início da série histórica em 2000. O número foi alcançado após o acréscimo de mais de 2,5 milhões de vínculos em 12 meses, representando alta de 9,8% no período. Os dados são da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 62, do IESS.

No intervalo analisado, os principais avanços por tipo de contratação foram dos planos individuais e familiares (17,5%) e dos planos coletivos empresariais (9,5%). O resultado de agosto deste ano mostra também que do total de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos, 82,5% possuíam um plano coletivo. A proporção é similar ao cenário dos planos médico-hospitalares, conforme o IESS mostrou em outra oportunidade.

Houve crescimento de vínculos em todas as faixas etárias, com destaque para beneficiários com 59 anos ou mais (11,9%). Na análise por regiões do país, Sul (17,9%) e Norte (13,1%) tiveram os melhores desempenhos puxados pelas altas em Tocantins (39,4%) e Santa Catarina (32,7%). Já em números absolutos, o maior aumento foi em São Paulo, com 963.059 novos vínculos. A maior queda ocorreu em Roraima, cuja perda foi de 797 beneficiários entre agosto de 2020 e agosto de 2021.

O bom desempenho do setor também pode ser explicado pelo décimo segundo mês consecutivo em que o número de adesões superou a quantia de cancelamentos. Em agosto, por exemplo, o setor teve a melhor marca de 2021 com saldo positivo de 325.850 beneficiários.
Acesse aqui a íntegra da NAB 62.
 

O número de beneficiários de planos de saúde atinge a maior marca desde maio de 2016, ultrapassando 48,4 milhões de vínculos. No intervalo de 12 meses encerrados em julho de 2021, mais de 1,6 milhões de novos contratos foram firmados, valor que representa alta de 3,4%. Os planos odontológicos superaram o recorde histórico. São mais de 27,9 milhões de beneficiários.

NAB

Contratações de planos médicos beiram 50 milhões de vínculos no País

Outubro 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Em crescimento constante nos últimos meses, as adesões a planos médico-hospitalares cresceram 3,3%, nos últimos 12 meses encerrados em julho deste ano, e atingiram a marca de 49,8 milhões de vínculos no País. A alta representa um acréscimo de 1,6 milhão de novos beneficiários no período, conforme dados da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 73, desenvolvida pelo IESS.

As contratações de planos do tipo coletivo empresarial foram as que mais cresceram. A modalidade teve alta de 4,6% – eram 32,9 milhões em julho de 2021 e saltou para 34,5 milhões no mesmo mês deste ano (1,5 milhão de beneficiários a mais).  

De acordo com a NAB, em julho deste ano, 40,8 milhões – correspondente a 81,9% de beneficiários de planos médico-hospitalares – possuíam um plano coletivo. Do volume total, no entanto, 84,6% pertenciam ao tipo coletivo empresarial e 15,4% ao coletivo por adesão.   

Vale ressaltar que o tipo de plano em questão representa a maioria do total de beneficiários no País (69%) e tende a acompanhar o número de trabalhadores formais com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Entre julho de 2021 e 2022, o estoque de empregos formais foi de 39,7 milhões para 42,2 milhões, respectivamente, um saldo de 2,5 milhões (crescimento de 6,4%). 

Para mais detalhes sobre a NAB 73, clique aqui.
 

NAB

Santa Catarina registra a maior alta do Sul em adesões a planos médicos do tipo coletivo empresarial

Setembro 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Estudo desenvolvido pelo IESS mostra que contratações do tipo coletivo empresarial, além de serem mais representativas, são as que mais crescem

Santa Catariana foi o estado que mais cresceu na região Sul do País em novas adesões a planos de saúde médico-hospitalares. Em números absolutos, saltou de 1,52 milhão para 1,61 milhão, alta de 6,1% nos 12 meses encerrados em julho deste ano – acréscimo de 93,3 mil vínculos. No País, já são 49,8 milhões de beneficiários, revela a Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 73, desenvolvida pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

De acordo com o estudo, o crescimento em novos contratos foi puxado, especialmente, pela modalidade de planos coletivos – caso do tipo empresarial que teve alta de 7,6% e conta com 1,23 milhão de vínculos (representa 76,5 % do total), e o coletivo por adesão (1,2%) com 189,1 mil.    

Cabe pontuar que, no período avaliado, houve registro de novos beneficiários em todas as faixas etárias – 0 a 18 anos (6,7%) e 19 a 58 anos (6,1%). As adesões para o público etário com 58 ou mais tiveram alta de 5,4%.

“Importante destacar que o plano coletivo empresarial tende a acompanhar o número de trabalhadores formais. Dados do Caged mostram que em Santa Catariana, o estoque de empregos foi de 2,3 milhões de oportunidades (alta de 5,5%). Além da melhora nas condições de emprego, nesse estado a pandemia deixou lições importantes relativas à segurança de quem tem plano de saúde médico-hospitalar”, ressalta José Cechin, superintendente executivo do IESS.

Planos odontológicos em alta

Assim como nos planos médico-hospitalares, os exclusivamente odontológicos também seguem com tendência de alta em Santa Catariana (13,8%) no período de 12 meses, e encerrou julho de 2022 com 796,9 mil beneficiários (96,7 mil novas adesões). No Brasil, o número de vínculos é de 30,1 milhões. “Esse crescimento mostra a importância crescente que os brasileiros, e a população de Santa Catarina, conferem à saúde bucal, isso sem falar da autoestima que uma dentição saudável e bem cuidada proporciona às pessoas”, complementa Cechin.

Clique aqui para acessar a NAB 73 na íntegra.

Sobre o IESS

O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de promover e realizar estudos sobre saúde suplementar baseados em aspectos conceituais e técnicos que colaboram para a implementação de políticas e para a introdução de melhores práticas. O Instituto busca preparar o Brasil para enfrentar os desafios do financiamento à saúde, como também para aproveitar as imensas oportunidades e avanços no setor em benefício de todos que colaboram com a promoção da saúde e de todos os cidadãos. O IESS é uma referência nacional em estudos de saúde suplementar pela excelência técnica e independência, pela produção de estatísticas, propostas de políticas e a promoção de debates que levem à sustentabilidade da saúde suplementar.

Mais informações

LetraCerta Inteligência em Comunicação

Emerson Oliveira – [email protected]

(11) 98231-8002

Jander Ramon – [email protected]

(11) 3812-6956

 

NAB

Ceará registra a maior alta do Nordeste em adesões a planos médicos do tipo coletivo empresarial

Setembro 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Estudo desenvolvido pelo IESS mostra que contratações do tipo coletivo empresarial, além de serem mais representativas, são as que mais crescem

O Ceará foi o estado que mais cresceu na região Nordeste do País em novas adesões a planos de saúde médico-hospitalares. Em números absolutos, saltou de 1,26 milhão para 1,32 milhão, alta de 4,3% nos 12 meses encerrados em julho deste ano – acréscimo de 55 mil vínculos. No País já são 49,8 milhões de beneficiários, revela a Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 73, desenvolvida pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

De acordo com o estudo, o crescimento em novos contratos foi puxado, especialmente, pela modalidade de planos coletivos do tipo empresarial, que em um ano teve alta de 8% e contabiliza com 828,3 mil vínculos (representa 62,5 % do total). O coletivo por adesão apresentou queda (-4,2%) e passou de 152,8 mil para 146,4 mil.      

Cabe pontuar que, no período avaliado, houve registro de novos beneficiários em todas as faixas etárias – 0 a 18 e 19 a 58 anos tiveram crescimento de 4,4%. As adesões para o público etário com 58 ou mais tiveram alta de 3,7%.

“A retomada da economia, ainda que em ritmo um pouco lento para o que seria desejável para o Brasil, vem criando um cenário mais otimista, que favorece a contratação de planos de saúde, especialmente os empresariais. Dados do Caged mostram que no Ceará, o estoque de empregos foi de 1,2 milhão de oportunidades (alta de 7,3%)”, ressalta José Cechin, superintendente executivo do IESS.

Planos odontológicos em alta

Assim como nos planos médico-hospitalares, os exclusivamente odontológicos também seguem com tendência de alta no Ceará (7,5%) no período de 12 meses, e encerrou julho de 2022 com 1,1 milhão de beneficiários (76,6 mil novas adesões). No Brasil, o número de vínculos é de 30,1 milhões.

Clique aqui para acessar a NAB 73 na íntegra.

Sobre o IESS

O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de promover e realizar estudos sobre saúde suplementar baseados em aspectos conceituais e técnicos que colaboram para a implementação de políticas e para a introdução de melhores práticas. O Instituto busca preparar o Brasil para enfrentar os desafios do financiamento à saúde, como também para aproveitar as imensas oportunidades e avanços no setor em benefício de todos que colaboram com a promoção da saúde e de todos os cidadãos. O IESS é uma referência nacional em estudos de saúde suplementar pela excelência técnica e independência, pela produção de estatísticas, propostas de políticas e a promoção de debates que levem à sustentabilidade da saúde suplementar.

Mais informações

LetraCerta Inteligência em Comunicação

Emerson Oliveira – [email protected]

(11) 98231-8002

Jander Ramon – [email protected]

(11) 3812-6956

 

NAB

Planos de saúde odontológicos ultrapassam a marca de 30 milhões de vínculos no País

Setembro 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Estudo desenvolvido pelo IESS mostra que contratações do tipo coletivo empresarial, além de serem mais representativas, são as que mais crescem

As adesões a planos de saúde exclusivamente odontológicos atingiram, em julho de 2022, a marca de 30,1 milhões de beneficiários no País, alta de 8,7% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando havia 27,7 milhões. No período, foram adicionados 2,4 milhões de novos contratos. As informações são da Análise Especial da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 73, desenvolvida pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

O número de vínculos, que representa 14% da população brasileira, tem crescido de forma contínua desde quando passou a ser mensurado em 2000 pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Para se ter uma ideia, do início da série histórica até julho de 2022, foram adicionados 27,7 milhões de beneficiários.  

De acordo com o estudo, houve crescimento em todos os tipos de contratações no período de um ano. A maior alta, no entanto, ocorreu com o coletivo empresarial (9,2%), que passou de 20 para 21,9 milhões. A modalidade representava, em julho deste ano, 72,8% de beneficiários – em 2000 o percentual era de 29,1%.

Vale destacar que o plano coletivo empresarial tende a acompanhar o número de trabalhadores formais com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Nos 12 meses encerrados em julho deste ano, o estoque de empregos no Brasil foi de 42,2 milhões (alta de 6,4%).

Nas demais modalidades odontológicas, o maior crescimento ocorreu com o plano individual ou familiar (8,6%), com acréscimo de 420 mil vínculos, e depois o coletivo por adesão (5%), que acumulou mais 136 mil beneficiários.                

“Os indicadores mostram que as adesões a planos odontológicos foram superiores às de assistência médico-hospitalares. Esse último segmento possuía 49,8 milhões de vínculos em julho de 2022, ou seja, 20 milhões a mais de beneficiários. Portanto, indica que ainda há espaço para crescimento do número de vínculos odontológicos nos próximos anos”, ressalta José Cechin, superintendente executivo do IESS.

Em números absolutos, a maior alta referente a novas adesões a planos odontológicos ocorreu no estado de São Paulo (8,5%), que representa 857,8 mil novos vínculos entre julho do ano passado e o mesmo mês de 2022. Na sequência, aparece o estado de Minas Gerais com 310 mil vínculos a mais no mesmo período (alta de 13%). 

Clique aqui para acessar a Análise Especial da NAB 73 na íntegra.

Sobre o IESS

O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de promover e realizar estudos sobre saúde suplementar baseados em aspectos conceituais e técnicos que colaboram para a implementação de políticas e para a introdução de melhores práticas. O Instituto busca preparar o Brasil para enfrentar os desafios do financiamento à saúde, como também para aproveitar as imensas oportunidades e avanços no setor em benefício de todos que colaboram com a promoção da saúde e de todos os cidadãos. O IESS é uma referência nacional em estudos de saúde suplementar pela excelência técnica e independência, pela produção de estatísticas, propostas de políticas e a promoção de debates que levem à sustentabilidade da saúde suplementar.

 

Mais informações

LetraCerta Inteligência em Comunicação

Emerson Oliveira – [email protected]

(11) 98231-8002

Enzo Zilio – [email protected]

(11) 99446-2437

Jander Ramon – [email protected]

(11) 3812-6956

 

Em julho de 2022, o número de beneficiários de planos médico-hospitalares atingiu a marca de 49,8 milhões. A variação nos 12 meses anteriores foi de 3,3%, marca que representa acréscimo de 1,6 milhão de vínculos. Já entre os planos odontológicos, no mesmo período, houve aumento de mais de 2,4 milhões de beneficiários (+8,7%). Confira também os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Veja a íntegra da NAB 73.

NAB

Mato Grosso: maior alta do País em adesões de planos médico-hospitalares

Setembro 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

No período de 12 meses encerrados em junho de 2022, Mato Grosso foi o estado que mais cresceu no País (7,2%) em número de beneficiários de planos médico-hospitalares, em termos percentuais. O índice representa um acréscimo de 43,1 mil novos vínculos – eram 601,5 mil e passou para 644,6 mil. Os dados são da Nota de Acompanhamento de Beneficiários Nº 72, publicada pelo IESS. No Brasil já são quase 49,8 milhões de beneficiários.

O segundo maior índice (7,1%) foi registrado em Rio Grande do Norte, que acumula 38,9 mil vínculos. Na sequência aparece Santa Catarina (6,5%) com 97,7 mil, estado que puxou a maior variação da Região Sul, que apresentou crescimento geral 3,9%, índice superior à média nacional (3,4%).

Em números absolutos, os estados que apresentaram maior crescimento no período foram São Paulo com 594 mil novas adesões, Minas Gerais com 207,2 mil e Rio de Janeiro com registro de 100,5 mil novos beneficiários.

Para mais detalhes sobre o relatório, clique aqui.
 

NAB

Cerca de 30 milhões de brasileiros possuem plano odontológico

Agosto 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Os vínculos de planos exclusivamente odontológicos seguem crescendo no País. Dados da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) n° 72 do IESS apontam que em 12 meses, encerrados em junho de 2022, o número de brasileiros beneficiários desse tipo de contratação aumentou 8,8% e alcançou a marca de 29,9 milhões. Em junho de 2021, a quantidade de vínculos era de 27,5 milhões.

Do total atual de vinculados com planos odontológicos, 21,8 milhões (73%) correspondem ao tipo coletivo empresarial. A modalidade de contratação teve um crescimento de 9,1% no período analisado e acompanhou aquecimento do mercado de trabalho no Brasil. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que nos mesmos 12 meses, a variação de empregos formais foi positiva em 6,7% e o País encerrou o mês de junho com mais de 42 milhões de pessoas empregadas.

Porém, apesar da maioria das contratações de planos exclusivamente odontológicos estarem vinculadas à modalidade coletivo empresarial, os planos individuais ou familiares foram os que mais cresceram no período: 10,1% e somaram 5,3 milhões de beneficiários. Dados que demonstram que os brasileiros estão cada vez mais preocupados com a saúde bucal.

A Nota de Acompanhamento de Beneficiários do IESS é uma publicação mensal que acompanha a evolução do setor da saúde suplementar.  A mais nova edição está disponível para download gratuito aqui.

NAB

SP: maior crescimento do País em adesões a planos médico-hospitalares

Agosto 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

O número de beneficiários em planos médico-hospitalares cresceu 3,4%, nos últimos 12 meses encerrados em junho deste ano e atingindo a marca de quase 49,8 milhões de vínculos no País. O maior crescimento em número absolutos, no entanto, ocorreu no Estado de São Paulo, que no período saltou de 17,4 milhões para 18 milhões de beneficiários, revela a Análise Especial da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 72, desenvolvida pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).      

O Estado, que teve alta de 3,4% nas adesões – mesmo índice da média nacional – é o recordista em número de vínculos e também possui a maior taxa de cobertura no território nacional (39%). Além disso, em junho deste ano, representava 36% do total de beneficiários do País. Ou seja, um a cada três vínculos pertence a um paulista.   

De acordo com o estudo, os planos coletivos empresariais foram as que mais cresceram. Em um ano, houve acréscimo de 660 mil beneficiários na modalidade (alta de 5,3%) – eram 12,4 milhões em junho de 2021, e passou para os atuais 13,1 milhões, em junho de 2022. Em contrapartida, no mesmo período, houve queda de 3,7% nas adesões aos coletivos por adesão, que representam perda de 69,9 mil vínculos.
 
Importante destacar que o plano coletivo empresarial tende a acompanhar o número de trabalhadores formais com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Entre junho de 2021 e o mesmo mês de 2022, o saldo de empregos no Estado de São Paulo foi de 747 mil.

Para mais detalhes sobre a Análise Especial da NAB 72, clique aqui.