Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Estudo Especial Odontologia

Análise do Mapa Assistencial | Julho Neon e o Panorama da Odontologia Suplementar (2019 a 2021)

Julho 2022

Julho Neon | Este estudo especial apresenta um Panorama da Odontologia Suplementar no País e mostra que, entre 2019 e 2021, o número de beneficiários saltou de 25 para 28 milhões (+13%) e o total de procedimentos odontológicos caiu de 183 para 174 milhões (-5%).

Julho Neon: contratações de planos odontológicos cresce mais entre grupo de idosos

Julho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Com novo registro de alta (9,1%), nos 12 meses encerrados em maio deste ano, o número de contratações de planos exclusivamente odontológicos atingiu 29,6 milhões de beneficiários no País. A faixa etária que mais contribuiu para o crescimento geral, em termos percentuais, foi a de idosos com 59 anos ou mais, grupo que teve 314 mil novas adesões (alta de 13,9%). 

As informações são da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 71, desenvolvida pelo IESS, que traz dados e informações aprofundadas sobre saúde bucal, já que julho é destinado aos cuidados com a higiene oral e prevenção de doenças.

O grupo pertencente a faixa de 19 a 58 anos cresceu 8,8% no período. No entanto, foi o que mais se sobressaiu em números absolutos com registro de 1,7 milhão de vínculos. Fechando a lista aparecem os mais jovens, de 0 a 18 anos (alta de 7,9%), com 420 mil beneficiários.

Cabe pontuar que houve crescimento em todos os tipos de contratações no período de um ano. A maior alta, no entanto, em números absolutos, ocorreu no tipo coletivo empresarial com 1,8 milhão de vínculos, seguido por individual ou familiar (513 mil) e coletivo por adesão (100,2 mil).   
 
Vale frisar que, em maio deste ano, 24,4 milhões – correspondente a 82,5% de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos – possuíam um plano coletivo. Do volume total, 87,7% pertenciam ao tipo coletivo empresarial e 12,3% ao coletivo por adesão.   

Em números absolutos, o estado de São Paulo foi o que mais cresceu no período (761,8 mil beneficiários), seguido por Minas Gerais (347,3 mil) e Rio de Janeiro (221,2 mil), ambos na região Sudeste. 

Para mais detalhes sobre a NAB 71, clique aqui
 

Saúde bucal em foco: relembre o webinar do IESS sobre o tema

Junho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Como anda a saúde bucal dos brasileiros? A partir dessa temática e embasado em estudo específico intitulado “Assistência Odontológica segundo posse de plano de saúde: Análise da Pesquisa Nacional de Saúde”, desenvolvido a partir de dados da PNS de 2019 e do IBGE, o IESS realizou, em fevereiro, um webinar com a participação de especialistas, relembre.

O bate-papo, intermediado pelo superintendente executivo do IESS, José Cechin, teve como objetivo traçar um panorama sobre a saúde bucal no País e reuniu nomes de peso do segmento: Dr. Roberto Cury, presidente da Sinog – Associação Brasileira de Planos Odontológicos; Dra. Maristela Azevedo, gerente de produto Odonto na AON; e Dr. Antonio Carlos Pereira, especialista em Odontologia Preventiva e Saúde Pública da FOP/Unicamp.

O estudo do IESS traz dados importantes sobre a saúde bucal. Revela, por exemplo, que em 20219, apenas 13% dos brasileiros (26,7 milhões) tinham um plano de assistência odontológica e 87% (183 milhões) não tinham acesso à odontologia suplementar.

Destaca ainda que, entre os brasileiros que não possuem um plano de saúde, mais de 15,3 milhões afirmaram nunca ter ido ao dentista – valor que representa 8,4% dos 183 milhões sem acesso à odontologia suplementar.

Para mais detalhes sobre o estudo, acesse a íntegra da TD 86.
Para assistir ao webinar, clique aqui.

 

IESS lança 12ª edição de prêmio de Produção Científica em Saúde Suplementar

Junho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

https://www.revistacobertura.com.br/noticias/saude-e-odonto-noticias/iess-lanca-12a-edicao-de-premio-de-producao-cientifica-em-saude-suplementar/

7,7 milhões de paulistas possuem planos odontológicos

Abril 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Dos 45,9 milhões de habitantes residentes no Estado de São Paulo, cerca 7,7 milhões (16,7% da população) são beneficiários de planos de saúde odontológicos seja particular, empresarial ou órgão público. Desses, 6,4 milhões são vinculados a planos de assistência médica e odontológica e 1,3 milhão somente odontológico. Os dados são da “Análise da frequência de idas ao dentista segundo posse de plano de saúde no Estado de São Paulo”, desenvolvida pelo IESS, com base na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), de 2019.

Quanto à frequência de visita ao dentista, 12,1% das pessoas com plano (924,9 mil) afirmaram ter ido pela última vez ao especialista em um período entre um e dois anos. Em relação aos que não contam com a assistência, o percentual sobe para 16,6% (6,3 milhões), levando-se em conta o mesmo período. Números que demonstram a importância de conscientização e acompanhamento odontológico. Um tema que já foi abordado pelo IESS em estudo sobre avaliação dos brasileiros sobre saúde bucal (dentes e gengivas) – relembre.

O estudo também mostra que o restante da população, cerca de 38,3 milhões de pessoas não tinham acesso à odontologia suplementar e utilizavam esse serviço por meio do SUS ou custeavam os gastos com recursos próprios.

Além disso, 2,5 milhões de paulistas afirmaram nunca ter ido ao dentista, sendo 2,2 milhões que não contam com a assistência odontológica suplementar e 274,5 mil beneficiários de planos exclusivamente odontológicos. A proporção entre os grupos representa, portanto, 5,9% e 3,6% respectivamente.

Acesse aqui a análise do IESS na íntegra.

O estudo foi tema de pauta do jornal da EPTV (afiliada da Globo) de Ribeirão Preto e também na praça de São Carlos/Araraquara.

Clique aqui para assistir a reportagem

Mais de 2,5 milhões de paulistas nunca foram ao dentista

Março 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Com base na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), de 2019, o IESS fez um levantamento sobre a saúde bucal dos paulistas e constatou que mais de 2,5 milhões de pessoas afirmaram nunca ter ido ao dentista. Os dados são da “Análise da frequência de idas ao dentista segundo posse de plano de saúde no Estado de São Paulo”. Esse montante é dividido entre 2,2 milhões que não contam com a assistência odontológica suplementar e 274,5 mil beneficiários de planos exclusivamente odontológicos. A proporção entre os grupos representa, portanto, 5,9% e 3,6% respectivamente.

Outro dado levantado que chama atenção é que 16,9% das pessoas sem plano de assistência odontológica afirmaram que a última consulta com um especialista foi há mais de 3 anos. Já entre os beneficiários, a taxa cai para 5,7%. Esses números reforçam a importância para conscientização e acompanhamento odontológico de forma adequada. Inclusive, o IESS mostrou recentemente como os brasileiros autoavaliam a saúde bucal (dentes e gengivas) – relembre.

No Estado de São Paulo, nesse mesmo período, dos 45,9 milhões de paulistas, 7,7 milhões (17%) eram beneficiários de um plano exclusivamente odontológico, seja particular, empresarial ou órgão público. O restante da população (83%), cerca de 38,3 milhões de pessoas, não tinham acesso à odontologia suplementar e utilizavam esse serviço por meio do SUS ou custeavam os gastos com recursos próprios.

Acesse aqui a análise do IESS na íntegra.