Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Nova edição da NAB já está disponível

Fevereiro 2017
Salvar aos favoritos Compartilhar

A nova edição da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) apresenta, em tabelas e gráficos, os principais e mais recentes números relacionados à saúde suplementar. Os dados são divididos por estados e regiões e por tipo de contratação e modalidade de operadoras. 

O destaque da 8° edição do novo boletim é a redução 1,6 milhão de beneficiários de planos médico-hospitalares no Brasil entre janeiro de 2017 e o mesmo mês do ano passado, em 2016. Retração de 3,2%. Apenas em janeiro, 192,2 mil vínculos foram rompidos no País. No total, o mercado brasileiro de planos de saúde médico-hospitalares conta, agora, com 47,6 milhões de beneficiários. Uma queda motivada, principalmente, pela redução no saldo de empregos formais.

Já o total de vínculos com planos exclusivamente odontológicos cresceu 4,9% em 12 meses. O que representa acréscimo de 1 milhão de beneficiários, totalizando 22,2 milhões de vínculos.

Os dados serão analisados nas próximas postagens aqui do blog. 

Sudeste perde 1 milhão de beneficiários de planos médico-hospitalares

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

A região Sudeste do País tem puxado a queda do total de beneficiários de planos médico-hospitalares. Nos 12 meses encerrados em novembro deste ano, de acordo com a última edição da NAB 1,45 milhão de vínculos foram rompidos (retração de 2,9%) no Brasil, sendo que 1 milhão destes, o que equivale a 72,1%, se concentram no Sudeste. 

Apenas no Estado de São Paulo, 564 mil beneficiários deixaram de contar com o plano de saúde médico-hospitalar. O número é maior do que a soma de vínculos rompidos em todas as outras regiões do Brasil. 

O Norte, contudo, registrou o maior porcentual de pessoas que deixaram de contar com o benefício. Queda de 3,4% (mesmo porcentual da região Sudeste). Apesar de proporcionalmente o Norte ter apresentado a maior retração no total de vínculos, esta foi, também, a região com o menor número absolutos de beneficiários deixando os planos: 61,8 mil. No Centro-Oeste, foram rompidos 90,8 mil vínculos, o que representa recuo de 2,9%. No Sul, 140,4 mil beneficiários deixaram os planos, queda de 2%. E no Nordeste, foram 114,8 mil beneficiários que deixaram de contar com o benefício, retração de 1,7%.

O Piauí foi o único Estado do País em que o total de beneficiários de planos de saúde cresceu nos últimos 12 meses, passando de 289,1 mil, em novembro de 2015, para 295,9 mil em novembro deste ano. 

Nova edição da NAB destaca retração de beneficiários no Sudeste do Brasil

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

A nova edição da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) apresenta, em tabelas e gráficos, os principais e mais recentes números relacionados à saúde suplementar. Os dados são divididos por estados e regiões e por tipo de contratação e modalidade de operadoras. 

O destaque da 6° edição do novo boletim é a queda de 3,4% no total de beneficiários de planos de saúde médico-hospitalares na Região Sudeste, que fechou novembro deste ano com 1 milhão de vínculos a menos do que no mesmo mês do ano passado.

Os dados serão analisados nas próximas postagens aqui do blog.

Lições da China: mudança de modelo de pagamento reduz gastos em 16,9%

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

O aumento dos gastos em saúde é um problema global que atinge diversos países ao redor do globo, não somente o Brasil. Na China, para controlar o crescimento excessivo das despesas e reduzir os gastos, foi feito uma mudança no modelo de pagamento no sistema de saúde, migrando do modelo de pagamento fee-for-service (FFS), que é atualmente utilizado no Brasil, para o sistema de pagamento de orçamento global (GBPS).

O estudo “Global budget payment system helps to reduce outpatient medical expenditure of hypertension in China”, publicado na última edição do Boletim Científico com o título “Modelo de pagamento de orçamento global ajuda a redução de despesas ambulatoriais em saúde para pacientes hipertensos na China”, avaliou qual o efeito do novo modelo de pagamento de orçamento global nas despesas em saúde da cidade de Tianjin, na China.

O principal destaque observado no estudo foi a redução de 16,9%, com base nas despesas em saúde per capita, que o sistema de pagamento de orçamento global apresentou em comparação ao fee-for-service, reduzindo significativamente a despesa em saúde total.  

O risco de fratura após cirurgia bariátrica

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

Nós sempre divulgamos, aqui no blog, textos alertando para os perigos relacionados à cirurgia bariátrica, como “Quais os riscos de fazer uma cirurgia bariátrica?” ou o TD 59 “Impactos da cirurgia bariátrica”. A última edição Boletim Científico aponta outra complicação relacionada a cirurgia que é pouco conhecida, mas que também deve ser levada em conta no momento de decidir ou não pelo procedimento: o risco de fratura após a cirurgia. 

O estudo “Change in fracture risk and fracture pattern after bariatric surgery: nested case-control study” (apresentado no Boletim Científico com o título “Mudança no risco de fratura e fratura padrão após cirurgia bariátrica: estudo de caso-controle”) analisou pacientes submetidos ao procedimento e comparou com um grupo composto por obesos e não obesos na província de Quebec (Canadá). Os resultados apontam que pacientes severamente obesos submetidos a cirurgia bariátrica são mais suscetíveis a fraturas em comparação com os outros grupos. Além disso, o risco de fratura muda de um padrão associado à obesidade para um padrão típico da osteoporose após a cirurgia. 

É fato, como já afirmamos, que a cirurgia bariátrica é um importante e efetivo mecanismo para tratar a obesidade, mas que deve ser utilizado apenas quando todos os critérios são cumpridos. Não como uma primeira alternativa ou procedimento emergencial. 

Vencedor da enquete Especial Blog do IESS

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

Há algumas semanas, realizamos uma enquete sobre o tema dos próximos especiais aqui do Blog. Separamos 8 assuntos importantes e abrimos a votação, que aconteceu do dia 28/11 a 12/12. 

O assunto mais pedido por vocês foi “Planos Odontológicos”. Na segunda posição ficou “Novos produtos para a saúde suplementar”, seguido de “Desafios para a sustentabilidade da saúde suplementar” e “DRG e outros modelos de remuneração”, que empataram em terceiro lugar. 

Confira o resultado da votação: 

Planos odontológicos 43

Novos produtos para a saúde suplementar 38

Desafios para a sustentabilidade da saúde suplementar 37

DRG e outros modelos de remuneração 37

Promoção da saúde 36

Judicialização da saúde 33

Aplicação de TI no mercado de saúde suplementar 31

Envelhecimento populacional 28


Fiquem ligados que nas próximas semanas iremos publicar sobre o assunto vencedor aqui no Blog. Não percam! 

Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar - Os primeiros 5 anos

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

Além da celebração de 10 anos do IESS, ontem também lançamos a coletânea “Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar – Os 5 Primeiros Anos”, com a reimpressão dos trabalhos classificados em 1° e 2° lugares nas edições anteriores da premiação e material especial produzido pelos avaliadores, entre outras surpresas.

Se você não pode participar da cerimônia ontem mas queria ver os livros, eles já estão disponíveis no site. Confira: Coletânea - Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar - Os primeiros 5 anos

Livro - Promoção da Saúde

Livro – Economia

Livro – Direito

Celebração de 10 anos do IESS e entrega do VI Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

Hoje, celebramos os 10 anos do IESS e realizamos, também, a entrega do VI Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar, no Hotel Renaissance, em São Paulo. O evento contou com três grandes palestrantes que analisaram o presente e o futuro do setor no Brasil e com homenagens a personalidades do setor de saúde, como os ex-presidentes do IESS, a Dra. Ana Maria Malik, coordenadora do GVSaúde, e o Dr. Gonzalo Vecina Neto, professor da FSP/USP.

Você já pode conferir os trabalhos vencedores de cada categoria do prêmio e as palestras apresentadas na cerimônia:

Trabalhos vencedores do VI Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

Promoção da Saúde - 1° Lugar/2° Lugar

Economia - 1° Lugar/2° Lugar 

Direito - 1° Lugar/2° Lugar

Apresentação - Luiz Augusto Carneiro, Superintendente executivo do IESS

Apresentação - Carlos Alberto Sardenberg, Comentarista econômico da TV Globo, Globonews, CBN e O Globo, na celebração de 10 anos do IESS

Apresentação - Ronald S. Leopold, Chief Medical Officer da Lockton Benefit Group

Apresentação - André Médici, Economista de Saúde do Banco Mundial

Apresentação - Alberto Ogata, Avaliador da categoria Promoção da Saúde e Qualidade de Vida do Prêmio IESS

Apresentação - Antonio Campino, Avaliador da categoria Economia do Prêmio IESS

Apresentação - Luiz Felipe Conde, Avaliador da categoria Direito do Prêmio IESS

Custo médico-hospitalar sobe 19%, mais que o dobro da inflação geral do País

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

Atualizamos, hoje, o mais importante indicador utilizado pelo mercado de saúde como referência sobre o comportamento de custos, o Índice de Variação dos Custos Médico-Hospitalares (VCMH), que registrou alta de 19% nos 12 meses encerrados em março de 2016. Essa é a maior variação já registrada no primeiro trimestre de um ano. A título de comparação, a inflação geral do País, medida pelo IPCA, ficou em 9,4% no mesmo período.

O resultado do VCMH é ainda mais impactante porque a expressiva alta coincide com um período em que quase 2 milhões de beneficiários deixaram a saúde suplementar. Portanto, mesmo com a forte saída de pessoas das carteiras dos planos de saúde, os custos continuaram batendo recorde. O que deve acender um sinal de alerta para o setor que precisa buscar ganhos de eficiência e novos modelos de remuneração que recompensem a performance e punam desperdícios, como já temos apontado.

Nos próximos dias iremos analisar os resultados do VCMH aqui no Blog. Aguarde! 

Quer conhecer os vencedores do VI Prêmio IESS?

Dezembro 2016
Salvar aos favoritos Compartilhar

Está chegando a hora de descobrir quem são os grandes vencedores do VI Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar! Este ano, batemos o recorde de trabalhos inscritos, então não só nós, mas vocês também devem estar ansiosos para descobrir quais serão os vencedores da mais importante premiação de trabalhos acadêmicos com foco em saúde suplementar no Brasil. Os dois melhores trabalhos de cada categoria receberão prêmios de R$ 10 mil e R$ 5 mil, respectivamente, além de certificados e do reconhecimento do setor.

A premiação acontece na próxima terça-feira (6/12), a partir das 8h30, no Hotel Renaissance, em São Paulo.

Na ocasião, também celebraremos os 10 anos do IESS em uma cerimônia muito especial com palestrantes renomados como Carlos Alberto Sardenberg, comentarista da TV Globo, Globonews, CBN e O Globo; Ronald S. Leopold, Chief Medical Officer da Lockton Benefit Group; e, André Médici, Economista de Saúde do Banco Mundial; e o lançamento da coletânea “Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar – Os 5 Primeiros Anos”, além de homenagens a algumas das mais importantes lideranças do setor de saúde do Brasil que contribuíram conosco ao longo da última década.

Confira programação completa do evento.